A aventura do Dani, nas ilhas

Estou em terras de Sua Majestade desde 22.Jan.2006. A quem interessar...



Aventura Midget (parte II)


O meu amigo João Rodrigues veio cá para levar o Midget para o barco, isto foi mais ou menos no fim-de-semana de 20 de Maio.

É preciso referir que não ia ser das coisas mais fáceis porque:

1. O carro não trabalhava.
2. O João chegava na sexta a tarde para irmos no sábado buscar a viatura. Temos que contar com 1:50h de viagem para lá e o carro deveria ser entregue até as 11:00. Ficou mais ou menos combinado com o antigo dono (que não está lá) que estaria alguém para nos abrir a porta.
3. Tínhamos que por o carro a funcionar e deixá-lo a funcionar!

Chegámos a Portsmouth por volta das 9:00, como previsto. Levámos ferramentas com fartura (algumas inclusivé importadas directamente de Portugal). Assim que toco a campainha, NADA! Outra vez, NADA! Mais uma e… NADA!!!! (foi nesta altura que o desespero me começou a abraçar, mas o que é preciso é ter calma nestas situações…)
O João vira-se e diz: “Ele disse que deixava aberto…” Então lá fomos ter à garagem e o portão estava aberto, mesmo! OK, até aqui tudo bem.

Empurrámos o carro para a rua e lá vai o Dani por mãos a obra!
Comecei logo por desmontar o sistema eléctrico todo. Alguém tinha tentado assaltar o carro e tinham lixado uns fios. Eu comecei a cortar e a refazer tudo. Depois de uma hora, a parte eléctrica estava praticamente OK mas, o carro não tinha água nenhuma (PANICO). Ou evaporou (esperamos que sim) ou estava furado e não íamos ter hipótese de fazer os 30/35 km que nos separavam do barco!

Como a bateria estava quase morta e os pneus vazios, tivemos que inventar uma forma de por o carro a trabalhar. Com uma corda tudo se resolve, e assim foi. O 106 a puxar e o Midget a tentar pegar e…………………… PEGOU!!!!!! OLE!!!!

Daqui para a frente foi só:
Estacionar;
Fechar a garagem do tipo;
Ir comprar água para o radiador;
Voltar a bomba para meter gasolina e encher os pneus;
Tirar a capota (muito importante!);
…e andar!

Fui eu que levei o Midget, primeiro porque o João ainda não tem muita (nenhuma) experiência em conduzir a direita, segundo porque se tivesse algum problema, talvez eu fosse a pessoa indicada para o resolver (modéstia a parte).

Lá fomos para a autoestrada e por enquanto zero problemas (o ponteiro da temperatura não funcionar não conta como problema, certo?).
Deu logo para perceber que os piscas não funcionavam, tal como provavelmente qualquer luz do carro, mas isso não e importante.
Pouco depois (e em plena autoestrada) começa a chover. Eu tento ligar o limpa-vidros e nada, para variar. Felizmente, mesmo com a capota em baixo não apanhava chuva, o que já e muito bom. Continuei a olhar em frente e a fingir que conseguia ver alguma coisa, apesar de o vidro ter “alguma” água! No meio disto tudo, tinha que parecer indiferente aos olhares das pessoas que passavam por mim, que deviam pensar (olha este maluco, a chuva, aberto e sem ver nada!!!)
A chuva parou, o vidro secou e lá continuámos até ao barco! Fim da aventura!

ATENÇÃO:
Qualquer semelhança entre esta historia e a realidade e pura coincidência, até porque toda a gente sabe que em Inglaterra não se pode conduzir um carro que não tenha selo, seguro nem inspecção, e acho que é obvio que eu NUNCA ia fazer uma maluquice dessas!

Nota:
O Midget já se encontra em segurança numa garagem lá para os lados de Bucelas…

Para quem não sabe o que é um Midget…


3 Comentários a “Aventura Midget (parte II)”

| adicionar um comentário!
  1. Anonymous Anonymous 

    Já andou a fazer piões cá por terras Lusas. Agora aguarda que trabalhem nele. Se calhar ainda vai ficar para ti...
    Grande abraço seu cabrão

  2. Anonymous Anonymous 

    Best regards from NY!
    »

  3. Anonymous Anonymous 

    Very cool design! Useful information. Go on! »

adicionar um comentário!


Sobre mim

Posts anteriores

Outros Blog's...

Arquivos

Links

  • visitantes desde 21.Feb.2006
  • Ver estatísticas